Muitos acidentes por envenenamento são provocados pelos escorpiões, artrópodes pertencentes à classe Arachnida, da ordem Scorpionida. Cerca de 116 gêneros de escorpiões já foram identificados no mundo, os quais subdividem-se em cerca de 1.500 espécies. Embora sejam venenosos e peçonhentos, nem todas as espécies representam riscos a saúde pública. A picada é muito dolorida, realizada através do ferrão que se localiza em sua extremidade final.

Os escorpiões habitam áreas de clima quente, nas zonas tropicais e subtropicais, além de regiões áridas com muito pedregulho, que proporcionam esconderijo e proteção. Seu alimento preferido são as baratas, mas os grilos e as aranhas também são apreciados. Preferem caçar seu alimento do que recebê-lo morto, mas possuem uma particularidade importante: podem viver até um ano sem se alimentar. Desta forma, adaptam-se facilmente ‘as condições adversas e conseguem sobreviver em esgotos, entulhos, pilhas de madeiras, pilhas de tijolos ou de telhas, cemitérios, abrigos nos domicílios, caixas de fiação elétrica, conduítes, entre outros.escorpiao-5

Os escorpiões apresentam uma longevidade que varia entre três e quatro anos, período durante o qual geram de 15 a 30 filhotes. O Tityus serrulatus, o conhecido escorpião amarelo, se reproduz por partenogênese (não necessita do macho para procriar).

O veneno do escorpião pode matar crianças e idosos que estiverem com a saúde debilitada e o tratamento deve ser feito com soro anti-escorpiônico. No Brasil, existem três espécies de maior importância: Tityus serrulatus (o escorpião amarelo), Tityus bahienses e Tityus stigmurus.

Como possuem hábitos noturnos são mais facilmente observados à noite e, para localizá-los, a melhor maneira é fazer uso de uma lanterna de luz ultravioleta, que se reflete nos escorpiões e os torna visíveis, facilitando sua perseguição e captura.

Como fazer a prevenção

  • Use luvas sempre que for manusear restos de madeiras, telhas, entulhos e outros materiais deixados ao relento por muito tempo, para evitar acidentes.
  • Procure manter sempre limpos e livre de mato os terrenos, quintais e áreas próximas às casas, evitando o acúmulo de detritos, que servem de esconderijo aos escorpiões. Os móveis encostados na parede também servem de abrigo.
  • Os escorpiões conseguem subir em superfícies rugosas, mas nas lisas, não.
  • Devido ao fato de se alimentar de baratas e outros insetos, a presença desses no ambiente os atrai. Locais livres desses insetos são menos sujeitos a incidência de escorpiões.
  • A informação sobre esta praga é a melhor maneira de evitar acidentes. Assim, a população deve ser informada e treinada a respeito dos riscos e perigos representados pelos escorpiões.

    As frestas e buracos, que podem servir de esconderijo, devem ser tapados. Outra medida simples, porém importante, é olhar no interior dos sapatos antes de calçá-los, já que são ótimos esconderijos para escorpiões.

logo sobre nos

TOP